Passar Em Concurso Público De Primeira

Saber o que fazer para passar em concurso público de primeira é uma tática muito boa. Mas saiba é necessário ter a coragem de errar no processo de aprendizado, de arriscar-se e de experimentar sempre com a ideia de que uma hora vai acertar.

Infelizmente, a grande maioria dos concurseiros desistem sem mesmo tentar novamente. Não é raro eles pensarem que ‘não levam o jeito pra coisa‘ e abandonarem os estudos após a primeira reprovação 🙁

Poucos sabem que o grande vilão disso tudo é a enorme expectativa que o concurseiro faz para não errar as questões.

De fato em uma seleção de vários candidatos você precisa ‘acertar’ ou ‘errar’. Mais que isso, você precisa dominar suas emoções como medo, ansiedade, etc. para se concentrar em NÃO errar naquele momento… não é mesmo?

Acontece que ERRAR é exatamente o que você precisa fazer para passar em concurso de primeira. Calma… não estou falando em errar na hora da prova 😀

Quero te alertar para a importância de você ERRAR durante sua preparação prévia, ou seja, durante o seu processo de aprendizado 🙂

O método como se avaliam os estudantes em uma única prova, que teoricamente vai dizer se o aluno aprendeu ou não, não avalia o PROCESSO de aprendizado.

E isso acontece para todo ser humano do planeta Terra rsrsrs

Se você tem medo de ERRAR durante a prova de concurso público, então está na hora de enfrentar esse medo. Vamos pensar juntos em uma maneira de você passar no concurso ERRANDO antes de efetivamente ir fazer o concurso ok?

O Que é Preciso Fazer Para Passar em Concurso de Primeira

Um conceito importante que você, concurseiro, precisa conhecer é como você aprende melhor. Pense em algo que você aprendeu no seu passado. Mas cuidado… não pense que foi naquele dia em que você sentou em uma cadeira na sala de aula e passivamente ouviu um professor falar sobre um determinado assunto.

Esse é o aprendizado passivo. Você não faz absolutamente coisa alguma sem ser ouvir, ou seja, você não está fazendo parte do processo de aprendizado… você não está aprendendo fazendo… você não está errando!

O aprendizado passivo rouba o poder do estudante e faz com que o professor seja o foco da sala de aula. Então, estou pedindo pra você pensar naquele dia em que a curiosidade brilhou em sua mente e inevitavelmente te fez querer saber mais.

Você já sentiu isso?

Você relacionou aquele assunto como sendo útil para sua vida, ou seja, aquele assunto é importante para a sua aprovação no concurso público… por exemplo… estequiometria 🙂

Por isso teve interesse em praticar através de exercícios. Você procurou saber mais, leu a teoria e praticou com várias questões que já foram aplicadas em provas de concurso anteriores.

Com isso você aprendeu fazendo e errando. Então, você caminha pela rua e vê ‘coisas’ por aí sobre o que você aprendeu aparecendo na sua frente.

Pronto! As conexões no seu cérebro foram formadas 🙂 Os pontos foram ligados 😀

Você agora consegue discutir sobre estequiometria com seus colegas e incrivelmente você consegue responder as dúvidas deles…

As mesmas dúvidas que você tinha!

O que aumenta ainda mais o seu grau de entendimento e de maneira muito mais profunda.

Você estava sob o domínio do seu próprio aprendizado porque você aprendeu fazendo e errando! Isso é aprendizado ativo e é assim que todo ser humano aprende melhor.

Dicas Para Ser o Primeiro Colocado

Vale lembrar que querer aprender muito conteúdo em cima da hora definitivamente não é a melhor escolha. Você precisa, no seu ritmo, manter um PROCESSO de aprendizado e pensar sempre em longo prazo. Então, não queira passar de primeira sem manter uma postura de aprendizado ativo bem antes do edital ser lançado.

Sabendo disso, agora saiba que você é o ator principal do seu aprendizado e que pode ocorrer através de algumas técnicas de estudo:

  • Responda muitas questões… você não vai acertar todas… não se preocupe, isso é NORMAL e você já sabe que precisa ERRAR para aprender 😉
  • Registre sua taxa de acerto
  • Mantenha metas bem objetivas para aumentar a sua taxa de acerto
  • Registre as questões que você errou para formar um mapa dos conceitos que não tem domínio ainda
  • Revise os conteúdos das questões que obteve menor taxa de acerto

Essa postura se chama aprendizado ativo: um modo de aprender onde você buscou desenvolver várias ideias conectadas com soluções para as questões que você errou. Mas atenção, não saia lendo a resposta certa sem antes tentar fazer!

Só o aprendizado ativo promove um profundo entendimento conceitual de um assunto que você ainda não domina e é o cerne do aprender fazendo. Exatamente o contrário do que acontece em uma aula tradicional passiva onde você só ouve sem fazer coisa alguma ou quando você abre o livro e fica só lendo sem entender e praticar coisa alguma.

Aliás, ficar lendo textos longos sem buscar formas de absorver essas informações não é a melhor opção. Em vez disso, crie mapas mentais, esquemas e desenhos que vão te ajudar a retomar conceitos durante as revisões. Assim você não vai precisar ler tudo de novo, o que tomaria muito tempo!

Lembre-se, você deve sempre FAZER para aprender determinado assunto. Mantenha uma postura ativa 🙂

No aprendizado ativo você fica engajado e animado para aprender… os conceitos fluem melhor na sua mente porque eles possuem relação com o que você observou nas questões de provas anteriores do concurso que você vai prestar.

Próximo Passo Para Você Fazer 

 

Autor:

olá, sou formada em Direito, mãe do Davi e concurseira de plantão. Com os ensinamentos do Professor Renato Alves tenho conseguido memorizar melhor os estudos. Criei esse Blog para divulgar suas técnicas de memorização e assim ajudar mais estudantes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *